Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desporto em primeira mão

A minha opinião e informação sobre as várias modalidades desportivas.

Desporto em primeira mão

A minha opinião e informação sobre as várias modalidades desportivas.

Entrevista com João Belourico Antunes

Abril 13, 2018

Palavras-aovento@sapo.pt

João Belourico Antunes é Jornalista, Locutor de Rádio e uma peça fundamental na  Rádio Clube de Mafra ( RCM), e sobretudo um apaixonado pelo desporto. Obrigado desde já por nos ter dado a honra de conhecer ( leitores) melhor o João Antunes e por dar-me a oportunidade de o poder, eu mesmo,  entrevistar.

 

André Ferreira- Quem é o João Antunes, onde nasceu, sempre esteve em Mafra, e por onde veio o gosto pelo jornalismo?

João Antunes- Tenho 57 anos sou casado tenho uma filha nasci em Proença-a-Velha no distrito de Castelo Branco, aos 8 anos fui viver para a Amadora e aos 13 para a cidade de Queluz onde ainda vivo. Comecei a fazer rádio com 24 anos com o aparecimento das rádios locais primeiro como locutor e depois começou o gosto pelas reportagens e o trabalho em direto no exterior 

 

André Ferreira- O que acha do jornalismo que é feito atualmente?

João Antunes- O jornalismo de hoje, como em todas as profissões há bom e mau, mas o publico para quem se trabalha penso que sabe fazer essa distinção. Nos dias de hoje tem que se estar muito atento a tudo o que nos rodeia

 

André Ferreira- Porquê a mudança do jornalismo para o jornalismo desportivo?

João Antunes- O jornalismo desportivo aconteceu um pouco na sequência daquilo que fui fazendo. Pratiquei atletismo, andebol e futebol. Numa determinada altura devido a um problema de saúde deixei de poder praticar. Quando voltei a poder praticar desporto como se costuma dizer o comboio já tinha passado, então fiz uma formação em árbitro de futsal, mas pouco tempo depois achei que aquilo não era para mim. Entretanto apareceu a rádio, em especial o Paulo Parracho da Rádio Clube Sintra que apostou em mim e o Rui Jorge Cabaço a quem devo muito do que sou hoje no jornalismo desportivo, embora me sinta bem em qualquer área.

 

André Ferreira- Vejo que o João se esforça para divulgar todos os eventos desportivos no concelho de Mafra, mas muito mais o Futebol, como é que o João como pessoa adepto, e não como Jornalista, vê atualmente o nosso futebol?

João Antunes- Eu tento divulgar todo ao tipo de modalidades na zona da grande Lisboa e em especial nos concelhos de Mafra, Sintra, Oeiras, Amadora e Cascais. Como adepto gosto tudo o que é desporto mas em particular de basquetebol, alias como relator desportivo vivi alguns dos melhores momentos a fazer relatos de basquetebol, no entanto agora não vejo tanto quanto gostava. O futebol é o desporto que é mais divulgado e é onde trabalho mais, pois todos os fins de semana tenho um relato para fazer na RCM. Actualmente o futebol está a passar por uma fase complicada muito por culpa de alguns dirigentes e também por alguma comunicação social que não olha a meios para ter audiências

 

André Ferreira- O que acha do futebol de formação?

João Antunes-  O futebol de formação é muito importante na formação de jogadores mas em especial na formação de homens e mulheres. Os clubes têm um papel importante no sector da formação pois os clubes fazem autênticos milagres para manterem dezenas de jovens a praticar desporto e infelizmente os apoios são poucos. Aproveito para apelar às entidades públicas e privadas para apoiarem e darem mais atenção para a formação dos clubes

 

André Ferreira- O que acha que era preciso para mudar algumas mentalidades da sociedade no que respeita à visão sobre o futebol e também às outras modalidades?

João Antunes- Primeiro é preciso conhecer as regras, depois pensar que um jogo de qualquer modalidade, é uma festa e não uma local de guerrilha. O jogo é praticado por humanos, onde treinadores, jogadores e árbitros podem errar. É muito importante saber perder empatar e ganhar

 

André Ferreira- Quando o João vai fazer uma entrevista aos treinadores de futebol na distrital, na sua mera opinião como acha que é a recetividade destes em relação os temas abordados?

João Antunes- O que posso dizer dos treinadores de futebol distrital é que até hoje sempre estiveram disponíveis para responderem às perguntas que coloco, aproveito para agradecer a todos os treinadores, jogadores e dirigentes a colaboração prestada ao longo destes anos pelos campos onde passei

 

André Ferreira- Gostaria de chegar ao jornalismo desportivo das primeiras ligas desportivas?

João Antunes- Eu já andei a fazer só relatos da primeira liga ao serviço da Rádio Ocidente onde fazia todos os fins semana alternadamente os relatos dos jogos do Benfica e Sporting em casa e já antes tinha feito na Rádio Clube Sintra relatos do Estrela da Amadora, Estoril e Belenenses. A minha estreia como relator aconteceu num jogo no estádio da Luz, um Benfica-Boavista onde fui apenas para fazer alguns apontamentos mas que acabei por ter que fazer o relato já que nesse dia tivemos alguns problemas de transmissão nos outros campos onde a rádio estava. 

 

André Ferreira- Muitos jornalistas desportivos dizem que não tem clube ou não o poderão dizer compreensivelmente por motivos profissionais, caso prefira pode optar por não querer responder a esta pergunta, no entanto opto por perguntar-lhe na mesma se tem algum clube que o João torça?

João Antunes- O meu clube de coração é o Benfica depois obviamente o clube da terra onde vivo há 44 anos o Real Sport Clube (clube que vi e acompanhei o seu nascimento, fruto da fusão entre o Clube Desportivo e Recreativo de Massamá e o Grupo Desportivo de Queluz) depois sigo com mais atenção o Estoril e a Académica e quando existia o Estrela da Amadora, que foi o primeiro clube onde joguei. Foi com alguma tristeza que o vi desaparecer

 

André Ferreira- Por fim gostava que deixasse um concelho a quem quer seguir a carreira de jornalista sobretudo jornalista desportivo?

João Antunes-  Humildade, seriedade e respeitar todos os agentes desportivos 

 

André Ferreira- Resta-me agradecer o tempo disponibilizado uma vez mais e desejar-lhe toda a sorte do mundo!

 

Brincarei até morrer!

Dezembro 30, 2017

Palavras-aovento@sapo.pt

Atualmente ainda existem muitas pessoas que lhes fazem confusão a boa disposição dos outros, vivem num tormento de frustrações, que conseguem invadir qualquer ser humano mais disposto do que eles. À medida que o tempo passa os anos também passam, há quem passe com os anos e há quem não queira passar com os anos outras formas de estar na vida, e há outros que à força toda querem contrariar essa pura realidade.  Eu sou daqueles que quero contrariar essa pura e triste realidade entregar-me à velhice dos meus anos. Hei-de chegar aos meus 80 anos e hão-de estar a julgar-me por continuar a ser criança, e com muito orgulho. Sorrir faz bem, ser bem disposto é bom e ajuda-me a ter um ar mais jovem, apesar de as aparências não nos enganar. Eu vou ser sempre aquilo quero ser e não aquilo que os outros querem que eu seja. Quem está comigo caminha comigo ao lado feliz de uma forma verdadeira, pura e sincera, quem não está, saberá onde quer estar, mas eu serei sempre eu e apenas, eu vou tentar sempre ser feliz!

Feliz Natal neste dia especial!

Dezembro 24, 2016

Palavras-aovento@sapo.pt

Resultado de imagem para natal para todos

 

Há muito que se houve dizer que o Natal é quando um homem quer, é verdade, e é mesmo assim o Natal é mesmo quando nós queremos. Eu posso dar um presente em qualquer altura do ano, independentemente do dia em que me encontro. Muitas vezes eu próprio desvalorizava o Natal, porque nunca o vivi como deveria vive-lo, ou não o vivi tantas vezes como gostava de o ter vivido, apesar de viver algumas vezes, principalmente quando estava com a família aquela que mais amo, outras vezes e muitas vezes passei a trabalhar. Mas a trabalhar ou não, verdade seja dita, existem aqueles que nem a trabalhar nem com a família tem um Natal decente, e para esses eu hoje que eu dedico este texto, àqueles que mais precisam, desde as pessoas carenciadas, as sem casa, sem família e que são dignas de uma vida humana como qualquer um de nós. A verdade é que muitas vezes só nos lembramos dessas pessoas nesta altura do ano, sendo que elas precisam todos os anos, em qualquer altura do ano. Mas sendo que as pessoas nesta altura do ano estão mais solidárias, porque sim! O Natal, torna-se importante demais pela união das pessoas em volta da solidariedade, então é importante que essa solidariedade se mostre com actos, por isso este Natal não se esqueça de partilhar com quem mais precisa, e a quem mais precisa eu desejo um feliz e excelente Natal, e que seja tão especial o Natal destes como qualquer um de nós, independentemente da situação que nos encontremos!

Entrevista com Jorge Mendes, Arbitro de Futsal!

Fevereiro 11, 2016

Palavras-aovento@sapo.pt

 

Antes de começar com a colocação das perguntas relativamente à sua carreira e ao trabalho da arbitragem, o meu muito obrigado por ter concedido esta entrevista.

 

André Ferreira- Há quanto tempo é que exerce a sua profissão como árbitro de futsal?

Jorge Mendes- Há cerca de 3 anos.

 

 

André Ferreira- Quando descobriu que queria ser árbitro?

Jorge Mendes- Foi também a 3 anos estava eu a jogar snooker com um amigo meu chamado Paulo Silva e também arbitro quando ele recebe uma chamada para ir arbitrar 4 jogos num torneio de futsal a 2 árbitros, e assim que desliga como sabia que na altura estava desempregado e que tinha muitos conhecimentos da modalidade de futsal enquanto jogador convidou me para ir arbitrar com ele, eu aceitei. Fomos fazer os 4 jogos, correram muito bem. Fomos ate bastante elogiados pelas equipas e organização e, partir dai como gostei da experiencia continuei a arbitrar torneios e decidi tirar o curso e tornar me arbitro oficial.

 

 

André Ferreira- Porquê árbitro de futsal e não outro?

Jorge Mendes- Arbitro de futsal porque fui jogador de futsal semiprofissional durante 15 anos e adoro a modalidade.

 

 

André Ferreira- Existe uma pressão grande sobre os árbitros de futsal parecida com a do futebol 11?

Jorge Mendes-Não posso comparar com a do futebol 11 porque nunca arbitrei futebol 11 mas penso que possa ate ser maior no futsal porque é tudo muito mais concentrado o publico esta mais perto de nós, os bancos dos técnicos e suplentes estão mais próximos um do outro do que no futebol 11, é uma modalidade muito mais intensa de ataque e contra ataque temos sempre mais decisões para tomar , mas a pressão faz parte do jogo e temos que saber lidar com ela.

 

 

André Ferreira- A preparação física dos árbitros tem que ser uma preparação em tudo semelhante aos atletas que praticam a modalidade?

Jorge Mendes- Sim um arbitro tem que estar muito bem preparado fisicamente para poder fazer uma movimentação correta e acompanhar de perto os lances, e isso tudo não apenas num jogo por fim de semana mas sim em 4 ou 5 que é o que temos em média.

 

André Ferreira- Existe algum conjunto de regras específicas para se chegar a árbitro profissional?

Jorge Mendes- Sim existem algumas, por exemplo um arbitro não pode ter mais cargo nenhum desportivo, nem jogador, nem director, nem treinador,etc . E para mim a regra mais ingrata e que me afeta directamente que é a idade. Por exemplo eu entrei para a arbitragem com 32 anos e apesar de fazer os melhores tempos nas provas físicas ter boas notas escritas e fazer bons jogos não posso subir aos nacionais, fico me apenas pelos distritais, nem sempre foi assim mas infelizmente agora é uma regra da federação que apenas sobem árbitros novos mesmo que tenham notas inferiores e menos capacidade, acho isso ingrato e injusto, mas é assim que a federação quer nada podemos fazer.

 

André Ferreira- Por vezes existe jogos que correm menos bem, os árbitros são humanos, mas muitas pessoas não conseguem ver isso. Quando no final dum jogo tem a noção que o jogo não correu como queria, o que há fazer?

Jorge Mendes- Temos sempre que tentar melhorar e evoluir, por isso o que há a fazer é identificar e reconhecer os erros para não voltar a cometê-los, sem deixar que esses erros afetem o resto do jogo que estamos a arbitrar e ou os seguintes.

 

André Ferreira- Existe cada vez mais adeptos de futsal, a que se deve esse fenómeno na sua opinião?

Jorge Mendes- Esse fenómeno deve se ao crescimento da modalidade o futsal tem vindo a crescer de ano para ano, temos grandes equipas, grandes jogadores a atuar em Portugal, o melhor jogador do mundo é português o Ricardo Braga mais conhecido por Ricardinho, e isso tudo a juntar ao facto de o futsal ser uma modalidade apaixonante pela intensidade, pela adrenalina que provoca em todos os intervenientes pela incerteza nos resultados mesmo quando por exemplo uma equipa vence por 6 a 3 a 1minuto do fim tudo é possível no futsal com o uso do guarda-redes volante, o resultado pode ser invertido ou dilatado, e são todos estes e outros aspectos únicos desta modalidade que cada vez atraem mais adeptos e fazem com que esta modalidade não pare de crescer.

 

André Ferreira- A sua formação profissional sempre foi na área do desporto?                                                                                                    

Jorge Mendes-Profissionalmente não, mas sempre tive ligado ao desporto e principalmente ao futsal ao qual dediquei e dedico grande parte do meu tempo.

 

André Ferreira- Para quem quer ingressar no mundo da arbitragem, sobretudo no futsal, que conselhos deixa?

Jorge Mendes- O conselho principal é não façam como eu venham mais cedo para a arbitragem pois tem muita coisa boa e gratificante, e muita margem de progressão para os mais novos , mas para isso não basta ser novo é preciso gostar do que se faz e trabalhar muito , ter vontade de aprender com os colegas mais antigos e experientes  e querer ser sempre melhor , o futsal é uma modalidade espectacular e apaixonante e com grande ascendente no nosso pais e no mundo, e temos muito bons árbitros em Portugal , por isso juntem se a esta família e ajudem o futsal e a arbitragem a crescer ainda mais.

 

 

 

 

 

 

Obrigada uma vez mais pela disponibilidade e desejo-lhe todo o sucesso para a sua carreira!

 

Vergonhosa arbitragem do árbitro Jorge Sousa!

Novembro 22, 2015

Palavras-aovento@sapo.pt

Ontem na 4º eliminatória da taça de Portugal mais uma vez houve derby entre Sporting e o Benfica. A verdade é que desta vez, se calhar a maioria dos benfiquistas tal e qual como eu, acreditava que o Benfica não iria perder uma terceira vez e por certo queria a desforra da derrota em casa por 3-0 e também pela derrota da super taça.O certo é que o Sporting mais uma vez entrou mais forte mas apenas nos primeiros minutos, depois a estratégia desta vez de Rui Vitória na minha modesta opinião superou Jorge Jesus, consequência disso, numa jogada bem entrosada entre os jogadores do Benfica, acontece um passe para trás em forma de amortecimento em que Mitroglou finaliza e faz um bom golo marca o 1 a o, tudo começa com uma boa jogada de NIco, Gaitán, mais tarde este mesmo sofre uma entrada dura pelas costas, mesmo nas barbas do árbitro em que este Individuo Jorge Sousa nada assinala. Mais tarde vai ter uma influência brutal no resultado, quando no prolongamento, uma vez que o Sporting leva o jogo para prolongamento, consequência de ter conseguido marcar mesmo no final da primeira parte, não marcando uma penálti claro sobre o capitão do Benfica, quando este é carregado pelas costas, sobre o atleta joão pereira, de resto o tractor do costume.

 

Este João pereira faz-me lembrar o Sérgio Ramos do Real Madrid, que de resto ontem devia ter sido expulso no clássico, mas por minha admiração continuou em campo vai se lá saber porquê. Tal e qual como a dualidade de critérios do Jorge Sousa no derby Sporting - Benfica, mas esse já sabemos mais ou menos porquê e apesar de concordarmos, este senhor é dos protegidos do futebol Clube do porto, e pertence à associação do futebol Do Porto, acho que por ai estamos conversados, mas a cima de tudo devia ser profissional, uma vez que é árbitro internacional, mas isso também não admira porque pelos vistos os árbitros internacionais portugueses que arbitram o Benfica são sempre os que prejudicam o Benfica e Beneficiam o Porto ou o Sporting, se não lembrem-se do caso do árbitro Pedro Proença, cada vez que arbitrava o Benfica. Este agora é Presidente da 1 LIga de Futebol, ou seja, acho que as arbitragens vergonhosas dificilmente vão parar, apesar de quem ter a responsabilidade é o presidente de arbitragem Vítor Pereira, mas há quase de certeza ali uma "mãozinha" do Pedro Proença. Este árbitro Jorge Sousa, só espero que se faça justiça e que atribuam uma nota má, porque realmente a arbitragem foi má e teve influência no resultado. Uma coisa é quando o Benfica não joga para ganhar e temos que consentir que os outros foram melhores do que nós outra é quando o Benfica faz tudo para ganhar, é superior as outras equipas e depois existe as equipas de arbitragem que são tão más que por mais que se tente ganhar, estes não deixam. Pareceu-me que este Senhor Jorge Sousa têm um certo carinho pelo Sporting vai lá saber-se Porquê, existe para ai uma aliança entre o Fc. do Porto e o Sporting?!

Antevisão Benfica- Estoril!

Agosto 14, 2015

Palavras-aovento@sapo.pt

 

 

 

A primeira jornada relativa ao meu clube, o Sport Lisboa e Benfica é já no próximo Domingo ás 20 e 30 no estádio da Luz frente a um motivado Estoril, ou seja o primeiro jogo oficial do campeonato e pela primeira vez em casa. Pelo que tenho visto do Benfica e do trabalho do novo treinador Rui Vitória, as minhas expectativas em relação a uma possível vitória do Benfica são muito baixas, ou melhor dizendo, os níveis de confiança que ainda tenho em relação ao treinador, quer em relação ao jogadores são baixos, talvez parecido com os níveis de confiança da equipa, que neste momento devem estar um pouco em baixo, pelo facto de ainda não terem conseguido nenhuma Vitória, desde que Rui Vitória tomou conta da equipa.  Mesmo assim ainda acredito que o Benfica possa ganhar em casa frente a uma equipa do Estoril forte, que fez uma excelente pré-época ao contrário da equipa do Benfica que  acumulou só derrotas, depois duma digressão pelo Estados unidos e México, que nada beneficiou a equipa. A verdade é que as vitórias galvanizam as equipas e as derrotas desmoralizam as equipas. Todas as equipas têm dificuldade em esquecer as derrotas e pensar no jogo logo a seguir, mas a verdade é que uma equipa com a grandeza do Benfica é uma equipa que está obrigada a ganhar e os próprios adeptos exigem isso, por isso será importante o Benfica começar já a ganhar a partir de domingo, até porque a equipa e os adeptos tão sedentos de vitória e tempo no Benfica é algo que não existe, pois o tempo está a ficar escasso para uma equipa que luta pelo tri - campeonato. Neste momento o Benfica encontra-se com um plantel a baixo das exigências e está fraco, mas espero que os novos reforços e os conceitos e ideias do treinado Rui Vitória entrem depressa na cabeça e nas acções dos jogadores e que se comece a ver um Benfica mais à imagem do Benfica que nos habituamos a ver, com processos bem mais definidos.

V de Vitória ou D de Derrotas?

Agosto 03, 2015

Palavras-aovento@sapo.pt

 

 

 

Desde que Rui Vitória chegou ao Benfica, e desde que iniciou a pré-época só tenho visto "porcaria", é derrotas atrás de derrotas. Os defesas do Benfica são comidos pelas costas. Na Eusébio Cup, O Benfica faz o pior jogo e ultimo jogo da pré-temporada, antes de iniciar o jogo derradeiro contra o Sporting no dia 9 de Agosto. Que para minha infelicidade e eu sendo Benfiquista aguerrido, julgo que tudo indica que a Supertaça deve mesmo ir para os lados de Alvalade. O Presidente quis reduzir custos, e apostar na formação. Com formação na minha modesta opinião, não há campeão. E querer alterar uma equipa que já tem um modelo definido de 6 anos, que é para ser campeão, os resultados obviamente só podem ser negativos. O Benfica perde com o Monterrey 3-0, mas podia muito bem estar a perder por mais, não fosse Júlio César evitar mais golos por parte da equipa do Monterrey. Sinceramente o Grande Eusébio merecia muito mais, maior concentração, maior entrega. E não me venham dizer que é cedo para avaliar o que quer que seja, porque a única coisa que vejo neste momento é que o Benfica não têm equipa competitiva para lutar pelo o que quer que seja, ou vão buscar reforços de peso e a sério, ou adivinha-se uma época muito negativa, quer para o Benfica quer para o Rui Vitória. Esperava "engolir" estas palavras, mas não acredito nisso. Todos nós sabemos que uma coisa é treinar o Vitória de Guimarães outra é treinar o Benfica. Espero que o Presidente não deixe afundar o Benfica na presente época!

Quero ver agora a desculpa do treinador do Benfica, na conferência de impressa,e se continua a menosprezar as exibições da pré-época, a dizer que agora não é importante. Porque se a equipa vai defender da maneira que defendeu. O Benfica deixa de ser uma equipa grande para ser uma equipa banal, e passa a ser uma equipa que convida facilmente os adversários a marcar golos pelas costas dos defesas, já para dizer que no ataque a finalização deixou de haver na equipa do Benfica!

Sub 21 a caminho dos Olímpicos do Rio de Janeiro!

Junho 24, 2015

Palavras-aovento@sapo.pt

 

 

 

A selecção nacional de Sub - 21 que tão bem têm estado, e que nos têm surpreendido quase todos pela forma como têm encarado os seus jogos, apesar do desgaste físico em relação ao pouco tempo de descanso,mostra que estes jovens atletas têm sido uns grandes Homens e com um carácter tremendo de puro profissionalismo, até mesmo pela maneira como têm defrontado as outras selecções adversárias, fazendo com que a selecção de Sub - 21 neste momento encontre-se com 24 pontos e em primeiro lugar da tabela. Muito mérito para o seleccionador Rui Jorge, que tão bem tem aproveitado os seus talentos. Portugal hoje mais uma vez pode fazer história, e pode carimbar a qualificação para as meias-finais da prova, e marcar igual presença nos jogos olímpicos do Rio de Janeiro a decorrer em 2016. Independentemente de tudo isso esperamos que Portugal, ganhe e assim garante automaticamente o primeiro lugar do grupo. Nestes jogos a força de vontade supera o cansaço e esperamos todos pela vitória de Portugal, no jogo contra a Suécia, que tem inicio as 19h e 45 desta Quarta-Feira e tem transmissão direta na RTP!

Dia 23 de Junho, Conferência Olímpica de Santarém!

Junho 23, 2015

Palavras-aovento@sapo.pt

 

 

 

 

Decorrerá no próximo dia 23 de Junho, entre as 14h30 e as 16h00, na Sala de Reuniões da Assembleia da CM Santarém, uma Conferência Olímpica – actividade de carácter formativo dirigida a crianças e jovens do Distrito de Santarém.

Esta actividade, realizada no âmbito das celebrações do Dia Olímpico, é de acesso livre e contará com a presença de Duarte Marques, atleta olímpico natural de Rio Maior, com um percurso desportivo de excelência e que em 2008 participou nos Jogos Olímpicos de Pequim. Ainda bem que o desporto não é só feito de futebol, e ainda bem que existem estes dias e estas conferências, para grandes atletas e principalmente atletas jovens, que podem singrar no desporto, como alguns que tantas exibições brilhantes já fizeram. E que as crianças e os jovens desportistas presentes, possam manter os seus sonhos de um dia alcançar um triunfo olímpico, como outros que já alcançaram e que tanto orgulhosos nos deixaram. O nosso país tem grandes atletas e aqui fica mais uma excelente iniciativa por parte da câmara de Santarém, de forma a promover estes jovens que são já um talento, e que no futuro poderão ser grandes talentos, e puderam deixar as suas marcas num futuro próximo, como alguns atletas jovens e outros adultos, que tão bem representaram o nosso país, já deixaram, como é o caso por exemplo de Duarte Marques. Um dia um treinador disse " Os nossos sonhos não morrem, nós é que matamos os nossos sonhos". O caminho faz-se com humildade, esforço e dedicação, porque motivação não deve faltar e só assim será mais fácil alcançar o sucesso. Parabéns à Câmara municipal de Santarém que tomou a iniciativa!

Falta de organização corrida Luzia Dias!

Junho 22, 2015

Palavras-aovento@sapo.pt

Neste sábado dia 21 de Junho estava suposto realizar-se a prova corrida Luzia Dias, prova essa dedicada a uma atleta do Sporting, da qual eu fazia parte dos membros inscritos, independentemente de ser Benfiquista, como outros também atletas do Benfica foram, e tal como eu, pelo gosto de correr e do atletismo em si. O problema é que foi a primeira vez que fui a esta prova, da qual um amigo meu me falou, mas acredito plenamente que será a ultima vez que irei jamais a esta prova, sem que a Luzia tenha qualquer culpa do que se sucedeu. Estão agora vocês devem estar a perguntar o que se sucedeu? O que eu então passarei a explicar. O que se sucedeu é que a prova era para iniciar ás 18 horas, mas só iniciou ás 18 e 30, e porquê? Reparem bem, porque a policia não estava presente no evento, e nós tivemos que desviar-nos várias vezes do pórtico da meta, para os autocarros passarem, autocarros da carris que passavam naquela zona. Depois fui manifestar o meu desagrado, perante um dos responsáveis da organização, a dizer que nunca me tinha acontecido algo assim. Ao que o mesmo disse que nunca tinha acontecido também e pediu desculpa ao microfone aos atletas, mas que a policia estava numa manifestação em noutra zona de Lisboa, e só estavam à espera que estes chegassem ali ao Lumiar, que era onde iria decorrer a prova. As desculpas não se pedem, evitam-se, sempre ouvi dizer. A policia chegou então às 18 e 30, e lá partimos, mas partimos à deriva, porque as marcações estavam mal feitas e uns atletas foram por um lado, outros foram por outros. Corremos ainda, com carros a passarem ao nosso lado, porque não havia organização mesmo com a policia presente, porque a junta de freguesia do Lumiar que deveria tomar todas as precauções em relação a uma prova desta natureza, fez muito pouco, ou nada fez. No final há quem tenha corrido quase 14 km, quando a prova tinha um limite de 10 km. No fim o presidente da Junta de Freguesia do Lumiar, veio pedir desculpas, expondo ainda a situação, que não iria haver classificação, uma vez que houve um engano, e sendo assim não poderia atribuir prémios e que o dinheiro pago da inscrição iria ser devolvido aos atletas. Como iria ser feito a devolução, seria através de email, que iria contactar-nos, até agora ainda não fui contactado. continuarei à espera. No meio disto tudo acho que a maioria de nós tirou uma lição. A prova Luzia Dias, é uma prova a não voltar. Pedimos desculpa à Luzia Dias, que merecia uma prova muito mais bem organizada.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub